Sankarea e a falta de foco


Sanka Rea chega à conclusão que para escapar das dificuldades da vida, a melhor solução é morrer e ressuscitar. Para isso, ela vai contar com a ajuda do maníaco por zumbis Furuya Chihiro. Ironicamente, não é só a personalidade dela que muda depois que ela morre.


Os primeiros episódios de Sankarea foram fantásticos. Com uma direção incrível, principalmente na parte artística, o background de Rea foi mostrado de maneira convincente a entender porque ela chegaria a tal ponto pra mudar de vida, embora não seja realmente explicado o porquê do Furuya ser tão obcecado pelo gato a ponto de apostar tanto na ressurreição dele. Mas tudo bem. O problema é que o começo arrasador de Sankarea acaba aí. Eu não sei o que aconteceu. Os produtores continuaram os mesmos, então porque de repente o diretor parece não saber conduzir o anime?

Eu falo em falta de foco no título porque é justamente isso que aconteceu. Pode chamar de excesso de informação também se quiser. Colocaram coisa demais em um lugar, e em outra parte ficou faltando. Por exemplo, a personagem mais bem caracterizada é uma coadjuvante Ranko, cujo background foi muito bem revelado, mas que foi mais usada como personagem fanservice e foi rebaixada a “garota apaixonada pelo primo(Furuya)”. A mãe de Rea, Aria, deveria ter sido explorada melhor. Isso porque ela também sofreu nas mãos do mesmo homem que abusava da Rea, o pai da família. Um destaque nesse outro ponto de vista teria sido ótimo, mas ela só ganha isso lá pelo final. Um desperdício e tanto. E embora Rea vá morar com Furuya depois que ressuscita, a família dele é praticamente jogada no limbo. Eles só existem pra popular a mesa de janta.


Enquanto os coadjuvantes receberam(“receberam”) alguma caracterização, os principais personagens da estória tem desenvolvimento zero. Rea não muda nada depois que morre. Sério. Não acontece nenhuma mudança digna de nota dela. Certo, ela desafia o pai, uma ou outra vez. Geralmente ela é a mesma de sempre. Eles tentam jogar essa de que ela só quer ser uma garota normal, e isso é uma das provas da falta de foco do anime. Eles tentam mostrar ela tendo preocupações que toda garota teria, e depois passam 2 ou 3 episódios focando na Ranko ou em outra coisa. Ai depois ela diz que quer tentar ser normal de novo.

Esse problema de continuidade também acaba afetando o andamento da estória lá no final, principalmente os episódios 9 e 10. No episódio 9, os eventos que levariam à conclusão da estória acontecem. É construído todo um clima de tensão sobre o que vai acontecer a seguir. E o que acontece? Um episódio sobre a irmã do Furuya, Mero, que nunca teve nenhum destaque, fora fazer a comida. É como se tivessem se lembrado dela de uma hora pra outra e fizeram o episódio pra compensar. E o episódio não serviu pra nada, só para mostrar que Rea se parece com a falecida mãe da Mero. Eu não o culpo por querer mostrar mais os coadjuvantes, mas quebrar o clima que você próprio construiu para o final? Tenha um pouco de vergonha na cara por favor.


Furuya tem o desenvolvimento parecido com o de personagem principal de animes harém, onde o sujeito não tem personalidade nenhuma, mas é cercado de garotas. A fantasia dele sempre foi ter uma namorada zumbi. Não, sério, o que é isso? Certo, a mãe dele morreu cedo e ele deve ter tido dificuldades pra superar isso. Será? Isso nunca é mostrado, não dá realmente pra saber que foi realmente causa e consequência ou se ele gosta de zumbis só pra garantir que o enredo vai prosseguir. O pai de Rea, que é a força que dá início tanto ao conflito inicial quanto final do anime, é ignorado a série quase inteira. Só se sabe lá pelo final o porquê de tanta obcessão com a filh. E mesmo assim é uma explicação meia-boca, inconvincente.

Mas o maior mistério de Sankarea é a relação entre Rea e Furuya. O que existe entre eles? Por que eles continuam juntos? Percebe-se que não existe amor entre eles(e se existe, não é demonstrado, o que é o mesmo que nada), e parece que ele continua com ela porque ela é uma zumbi. O que os une não são sentimentos ou emoções, mas a condição dela. Ele vai continuar com ela porque ela é uma zumbi, não porque ele gosta sinceramente dela. Ele chega a ser apunhalado, mas tudo bem contanto que ele continue filmando um morto-vivo de verdade.

Por fim, sobre o que deveria ser Sankarea? Um amor entre diferentes(humano e zumbi), e a estória vai contar como os dois se apaixonam? Como uma zumbi pode ter uma vida normal, e o destaque maior é o ambiente e as pessoas que os cercam? Sankarea tentou ser os dois, mas novamente, a falta de foco arruinou esse objetivo, e ele não foi nenhum deles. E mesmo com toda essa carga de negatividade pra cima dela, eu gostei dessa série. O último episódio dá a impressão que pode ser um gancho para uma segunda temporada, que não seria realmente ruim. Contanto que seja mais organizada que essa.

Anúncios
Esse post foi publicado em Animes e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s