Uma review conjunta (de parte) do YATP 2011

Agora que nós já vimos do que se trata o YATP, vamos dar uma olhada nos três episódios da edição de 2011 que foram legendados: Buta, Puka Puka Juju e Wasurenagumo.

Essas reviews são curtas, afinal tratam-se de episódios com menos de meia hora de duração, e deveriam mais constar em um resumo mensal do que ter um post próprio. Mesmo assim, vão aqui porque eu já tinha prometido antes. Quando o último episódio, Shiranpuri, for legendado, vai aparecer no resumo mensal.

Buta


O que mais chama a atenção em Buta é o clima de Disney do anime. Não só pelos personagens animais, mas pela estória em si. Um mercador é assaltado por um grupo de piratas, que sequestram seu filho e roubam um mapa do tesouro. Eles contratam um porco mercenário como guarda costas durante a procura do tesouro. O guarda costas acaba se aliando ao menino raptado e a partir daí é bem óbvio. A coisa mais interessante é ver o contraste entre a ambientação do Japão feudal e lutas entre animais. Eu não sei. Eu achei legal.


Um ponto fraco são as cenas de ação, infelizmente. São muito poucas e muito rápidas. O pessoal não vai aprender direito se vocês não botarem bronca dura em cima deles, galera. Deram um destaque maior à estória, sendo que isso não era lá muito preciso, considerando que tanto o enredo como os personagens são medianos pra baixo. A ambientação e o uso dela são os pontos fortes do episódio.

Puka Puka Juju


Juju também tem um estilo Disney tal qual Buta, mas agora com uma estória mais infantil. Uma garota quer ir à praia com o pai, mas ele não pode por causa do trabalho, e então vai brincar na piscina de casa com uma bóia em formato de dugongo. Aí, a bóia a transporta para um mundo alternativo onde ela tenta se conciliar com o pai. Ou será que foi tudo um sonho? Ou não? Um típico filme de Sessão da Tarde, mas não tão ruim.


Não que Juju tenha sido ruim. A direção foi boa, os personagens são bem concebidos, e a animação é provavelmente a melhor dos três episódios. Animar água é um truque incrivelmente complicado, e eles fazem uma estória toda centrada nisso. O enredo pode ser fraco, mas ele próprio obriga o uso de uma animação de qualidade, que não vamos esquecer é o principal objetivo disso tudo. Ponto pra eles.

Wasurenagumo


De longe o melhor dos três, Wasurenagumo tem uma estória bem criada e com um interessate desvio no final, que dá um tom sombrio ao enredo. Nesse episódio, uma jovem youkai aranha é libertada do selo, e acaba por se evolver com um livreiro, e ele também acaba se envolvedo mais do que deveria com ela. Pode parecer simples, mas o meio como conduzem essa estória, e o rumo que ela acaba tomando depois, é o que realmente fascina.


Tecnicamente falando, a animação aqui é melhor que em Buta. Até por envolver personagens humanos, a fluidez da animação fica mais destacada. A cena da destruição do casarão antigo é muito bem animada. Mas o melhor mesmo no quesito aparência são os backgrounds, bem detalhados e bem feitos. Mas eu ainda acho que Juju leva a melhor nessa questão.

Anúncios
Esse post foi publicado em Animes e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s