O Rei dos Porcos é um lixo


Rei dos Porcos(título original: Dwaeijiui Wang) é uma animação coreana do ano passado, trata da parte obscura da sociedade: bullying, prostituição, suicídio… Ou pelo menos tenta tratar.

O começo de Rei dos Porcos é magistral: só o que vemos é uma mulher morta, e o choro de um homem como “trilha de fundo”. Dá pra imaginar a densidade emocional dessa cena? O desconforto gerado, a angústia que isso passa ao espectador? Essa, é a única cena boa do filme.

O conceito do filme é super-utilizado nesse tipo de filme: dois amigos de infância, depois de anos sem contato, marcam se encontrar para discutir a vida. A vida de nenhum deles está boa: Kyung-Min é o homem do parágrafo anterior, por causa de uma dívida enorme, o desespero o leva a matar a mulher. Jong-Suk está preso em um emprego indesejado, quam quase nenhuma perspectiva de crescimento. E sobre o que eles conversam? A infância deles. E, realmente, eles não tiveram a melhor das infâncias.


Isso foi um dos poucos pontos bons do filme, mostrar toda a desgraça que eles passaram na infância. Numa escola só para meninos, a “sociedade” é dividida entre os cães, superiores, e os porcos, inferiores. A alegria dos porcos é engordar, mas a gordura não é para eles, mas para os outros. Os porcos estão lá para serem pisoteados pelos cães. É uma filosofia que eu até achei bem bolada, mas que não demora pra perder toda a graça: ela é só uma justificativa pros meninos da escola ficarem brigando. Não existe nenhuma tentativa de querer passar alguma mensagem maior através disso, só que você está destinado a sofrer, então sofra.

Chul, o epônimo rei dos porcos, é quem ensina aos garotos que eles devem rebater a situação, em vez de ficar só chorando no canto. Eles devem devolver a agressão. “A única maneira de combater o mau é sendo ainda mais mau”. Legal. O problema é que esse tipo de filosofia, nesse tipo de anime, deveria servir justamente para desenvolver e expandir a caracterização do elenco, mas tudo que é feito e dito aqui parece ser simplismente para levar a mais brigas na escola e bullying, e embora esses elementos sejam um ponto fundamental na narrativa, tem uma hora que você para e pergunta: mas pra que tudo isso mesmo?

Ou seja, os personagens não apresentam nenhum tipo de crescimento durante o filme. O único personagem que apresenta algum desenvolvimento é Chul, que tem um momento de “redenção” ao perceber que não se pode pagar o mau com o mau, e decide mudar de vida. Mas fora isso, os outros protagonistas(Kyung-Min e Jong-Suk) não mudam nada, nem mesmo quando se tornam adultos. O mais engraçado: eles mesmos admitem isso.


A parte técnica do filme é uma decepção a parte. A animação já conta com diversos momentos mal feitos, e eles ainda inventam de colocar CGI no filme. Por que? Não havia nenhuma necessidade pra isso. O uso da CGI não partiu de uma escolha artística, como representar uma outra dimensão ou seres sobrenaturais, parece algo que foi imposto aos produtores, já que nada justifica o uso da computação gráfica. O character design também é muito desagradável, eu entendo que eles queriam utilizar um traçado mais “realista”, mas a animação abaixo da média ajuda muito a estragar também esse quesito.

Pode-se dizer que Rei dos Porcos aborda(ou tenta abordar) várias mensagens, vários simbolismos. Pode ser verdade. Tentou ser uma estória densa com um drama pesado e sombrio de um povo que viveu sofrendo, morrerá sofrendo. Mas pecou demais no que era essencial: na apresentação dos personagens, no estabelecimento das situações , e principalmente na narrativa. Acabou se tornando só um filme onde gente perturbada fica se batendo e chorando. Totalmente dispensável.

Anúncios
Esse post foi publicado em Animes e marcado . Guardar link permanente.

3 respostas para O Rei dos Porcos é um lixo

  1. Jonas disse:

    Compensa ver?

  2. iza disse:

    eu diria que sim, ele e bom para quem gosta do genero e arte agrada os olhos, melhor que naruto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s