Tamers é a melhor temporada de Digimon


Toda série de Digimon tem pelo menos duas temporadas. Uns 50 episódios. Quase um ano de exibição. Cabe muita coisa. No entanto, o que se viu até agora foi tempo sendo gasto sempre da mesma maneira: o enredo é desenvolvido na maneira “monstro da semana”, muito tempo é gasto mostrando o processo da evolução, etc.

Sendo o primeiro spin-off de Digimon, Tamers tem vários elementos que a diferenciam de suas “irmãs”.


A maior diferença é a progressão do enredo, que não é mais baseado no “monstro da semana”. Tudo bem, ainda tem a luta com os digimons, mas essas lutas deixam de ser o foco principal. Os primeiros episódios carregam muita caracterização e apresentação de personagens, uma coisa que antes era mais distribuída ao longo da série. Os personagens também são bem desenvolvidos ao longo dos 51 episódios(exceto o personagem principal Takato, que não tem lá grandes mudanças), e inclusive o arco final é iniciado justamente por causa do desenvolvimento de uma personagem.

Não só a maneira com que as coisas são apresentadas mudaram, mas também o que foi apresentado. É uma história famosa: o responsável pelo roteiro é o mesmo de SE Lain, ou seja, a maturidade característica dos enredos de Digimon ganhou ainda mais elementos interessantes. A principal delas é a maneira com que a evolução é encarada. Ela deixou de ser uma coisa simplista e passou a ter consequências maiores, até pela série se ambientar principalmente no mundo real, em vez do virtual. A evolução para de ser vista como algo bom, e passa até a ser algo indesejado, como no caso de Jianliang e Terriermon.


A maneira com que os digimons são abordados também mudou. Antes eles eram amigos, parceiros, assim como qualquer pokémon. Também não existiam realmente digimons ruins, eles estavam apenas sob controle das engrenagens e torres negras. Isso mudou. Os escolhidos não são mais parceiros, mas tamers, domadores. Ou seja, há uma hierarquia, e os digimons estão na parte de baixo. Se antes era quase um pecado exterminar um digimon, aqui é algo aceitável e até encorajado, já que quanto mais digimons você matar, mais forte você fica.

A ambientação é melhor explorada aqui, e pela primeira vez existe uma tentativa de explicar o porque e o como da existência do mundo e dos monstros digitais, em vez de ser só uma terra mágica além do computador. O próprio Digimundo mudou, agora tendo uma paisagem bem mais inóspita e menos “acolhedora”, se é que me entendem.


O enredo em si também é muito interessante: Culumon foge para o mundo real, ao mesmo tempo em que vários digimons começam a aparecer por aqui também. Uma organização secreta monitora e caças esses digimons(embora quase nunca com sucesso). Quando digimons ainda mais fortes começam a aparecer e a destruição no nosso mundo atinge níveis inéditos, a relação entre os mundos real e virtual vai se aprofundar ainda mais. Fora isso, vários sub-enredos, como os dos desenvolvimentos dos personagens ou a história de Culumon, bem como a origem do Digimundo, ajudam a temperar a estória.

Até aqui, parece que eu considero Tamers perfeito, né? Infelizmente não é bem assim. Pra variar, a duração da série é um problema. Mesmo com todas essas coisas acontecendo, 51 episódios ainda são um exagero. Pouco mais da metade disso, uns 39, dava. A animação continua decepcionando, o que me leva a pensar no que a Toei gastava o dinheiro que ganhava com a franquia. E também existem vários furos e coisas mal explicadas, tipo como uma das personagens, que estava em coma, repentinamente acorda e vai ao encontro dos demais personagens, mesmo nem sabendo onde eles estavam? Ou a questão do Dobbermon e da Tamer dele, que aparecem num momento chave da trama, ajudam os protagonistas e nunca mais aparecem? Ou seja, um expediente narrativo muito mal feito.


E mesmo com essas falhas, Tamers continua sendo bom, porque onde acerta faz um ótimo trabalho. Tendo elevado tanto o nível da franquia, vai ser difícil que as temporadas subsequentes superem ou até mesmo mantenham esse nível.

Anúncios
Esse post foi publicado em Animes e marcado , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Tamers é a melhor temporada de Digimon

  1. Gosto de Tamers, embora tenha visto pouco da série, um dia pretendo separar um tempo para vê-la com cuidado… Particularmente minha série preferia é Savers, embora seja bem infantil em relação a certas coisas que vemos nesta série. Mesmo assim após a fraca saga Frontier, começaram explorar melhor certas coisas criadas em Tamers, ao menos em Savers percebo isso, enquanto que na Cross War (ou Fusion) usaram mais das duas primeiras séries.

    Ótima postagem!

    • Juumonji disse:

      Obrigado pelo comentário, Evilásio. Eu ainda estou no começo de Savers e tedm razão, é bem infantil, mas pelo que eu li ela ganha uns tons mais sérios depois, então eu ainda tenho esperança.

  2. Escritora disse:

    “Digimon Tamers” é o que muitos diriam: uma série da franquia “Digimon” que deu certo e apesar de possuir algumas falhas – não entendo como mantiveram aqueles óculos de aviação e o tipo de digimon para o Takato, pois se ver os líderes das séries em geral, sempre tem de ter aqueles óculos e o digimon do líder ser do tipo dinossauro – e o Leomon… ah! porque Toei?! será que tem raiva deste digimon, só pode ser, no Adventures foi a mesma coisa… é uma série agradável de se ver. A maneira como fizeram o roteiro e suas inovações funcionaram melhor que as séries seguintes e seus personagens são bem marcantes.
    Como gosto de escrever histórias, estou escrevendo uma continuação da história, aproveitando os domadores que surgiram depois dos protagonistas, que está na segunda fase, com eles quatro anos mais velhos e encarando uma vilã digimon, é claro! Só não pergunte onde pode ler, é apenas uma mera adaptação que fiz pra mim mesma.

  3. Kirito disse:

    Apesar de ter assistido mais o Adventures e o 2 em minha infancia,depois de assistir o 3,minhas expectativas se tornaram muito maiores…Concerteza uma das melhores temporadas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s